20
Jan

Responsável apela ao maior aproveitamento do PAC

2020

Chinguar - O vice-governador provincial para a área política, social e económica, António Manuel, apelou nesta segunda-feira, no Chinguar, aos pequenos produtores a tirarem maior proveito na adesão ao Programa de Apoio ao Crédito (PAC) actualmente disponibilizado por um conjunto de bancos.

O responsável lançou o apelo durante a abertura da campanha de regularização e formalização legal das empresas, ocorrida no município do Chinguar a 75 quilómetros a Sudoeste da cidade do Cuito.

Na sua óptica, a campanha tem como objectivo o relançamento da província do Bié na rota do desenvolvimento sustentável e assegurar a continuidade do trabalho desempenhado por estes (produtores em cooperativas) a nível da província, com objectivo de, a curto prazo, se criar a auto-suficiência alimentar no seio das famílias.

O PAC visa facilitar o acesso ao crédito aos produtores que se queiram dedicar à produção dos 54 bens para redução das importações.

A acção, enquadra-se no Programa de Produção Nacional de Diversificação das Exportações e Substituição de Exportações (PRODESI), em curso no país desde 2018, está avalido em 141 mil milhões de Kwanzas, segundo a directora do Gabinete Provincial do Desenvolvimento Económico do Bié, Elsa Sandambe.

Para o feito, realçou, estão disponíveis, durante a campanha, serviços de identificação, Administração Geral Tributária (AGT), Balcão Único do Empreendedor (BUE), Comércio e Instituto Nacional de Segurança Social (INSS) que doravante estão a ajudar os produtores na formalização dos requisitos.

Abordado pela Angop, o director do Gabinete da Agricultura e Pecuária do Bié, Marcolino Rocha Sandemba, informou que a província controla mais de 1.500 associações de camponeses, sendo que 254 estão em cooperativas. Até ao momento, apenas 222 estão inscritas no PAC.